Todas as publicações com a tag: dança

Screen Shot 2016-02-22 at 8.38.54 AM

Poeira do Tempo: o Samba de Coco em Mundo Novo

Minha história com a comunidade quilombola do Mundo Novo, no interior de Pernambuco, já tem pouco mais de um ano. Quem acompanha meu trabalho conhece algumas histórias dessa vila simples, porém, rica no que diz respeito aos aspectos culturais que moldaram nossa sociedade. Não sou um antropólogo, musicólogo ou etnógrafo especialista em cultura brasileira. Sou fotógrafo e narro o que me encanta: a força dos laços identitários que transcendem a consanguinidade e o parentesco, e vinculam-se às ideias tecidas sobre valores, costumes e lutas comuns. Pequena comunidade do Mundo Novo, Buíque, PE. É em Novo Mundo que eu observo os pés pisarem com força a terra como uma alusão ao trabalho de pilar o chão de barro das senzalas. Neste ritmo sincopado, apresenta-se o Samba de Coco – que motiva tensões e, ao mesmo tempo, realiza o papel ritualístico de promover engajamentos políticos múltiplos e trânsitos de sentidos, encontros e desencontros interculturais. Neste movimento, existem vários planos de significação: dança, ataque, conflito, ódio, revolta, medo, prazer, riso, esperança e liberdade. Sigo a dança e tento …

(1)Neguin_12

Raquel Rodrigues convida Daniela Paoliello

Quando conheci a pesquisadora Raquel Rodrigues, ela fez questão de me mostrar um livro de uma artista, Daniela Paoliello. Convidar Daniela para uma entrevista foi também abrir espaço para apresentá-la de outra forma: através da Raquel. Esta é uma entrevista feita de um jeito especial, um diálogo entre 3 mulheres: editora, pesquisadora e artista. Que prazer: Dos caminhos de Daniela Paoliello: algumas observações “de dentro” Por Raquel Rodrigues Talvez seja difícil, para mim, falar do trabalho de Daniela Paoliello sem tomar como ponto de partida nosso encontro. Dani – assim a reconheço e a torno íntima – foi uma colega de faculdade que optou por passos institucionais parecidos com os meus; alguém que se tornou uma parceira em muitos trabalhos e discussões, que aconteceram dentro e fora de sua produção, tal como pretendo apresentar aqui. É deste lugar, do lugar da amizade, que falo do seu trabalho artístico. Por isso, proponho desde o título falar de dentro. Sobretudo porque entendo que é do ponto de vista de dentro, que Dani se posiciona em seu trabalho. De dentro de um …

domingas3

Domingas: da avó, herdou a fé; do pai, ser ribeirinha

Não vejo meu tio há alguns anos. E não imaginava que ele fosse se animar tanto com meu pedido. Eu queria conhecer um mestre da viola de cocho, instrumento tradicional do rasqueado cuiabano. Antes de abrir a oficina do filho de Seu Caetano, mestre violeiro, recebo o convite: “Vamos conhecer o rio Cuiabá, Ana”. Vamos. Afinal, ver um rio cheio para quem veio de São Paulo é quase miragem. Ele me leva a São Gonçalo, onde todas as boas peixarias estão. Tudo fechado em dia de semana, pensamos em dar meia volta. No meio do caminho, vejo um fundo de restaurante escrito “Siriri”. Opa. Fomos bater palmas no pé da porta da casa com letreiro pintado “Flor Ribeirinha”. Quem varre a entrada é ela, Domingas Eleonor da Silva, conhecida como “uma das mães do Siriri”. Quintal Siriri Cururu, em São Gonçalo Como fã de carimbó de Mestre Cupijó, eu achava que as saias rodavam assim era lá no Pará. Que nada, pois Domingas me conta que é ali que acontecem os ensaios há muitos anos, mais de 40, que ela …