Andarilhos, Escultura
Comentário

Orgulho dos pais, Clemilton esculpe uma família

destaque_clemilton2

Quem trabalha com arte e cultura sabe. Quantas vezes você já foi desencorajado a seguir esses passos? Quantas pessoas já te chamaram a atenção para possíveis apertos financeiros, para as questões de ego, para algumas dificuldades?

clemilton2

Em uma família de advogados, economistas e engenheiros, compreendo de alguma forma esse lugar. Por isso, conhecer Clemilton foi marcante. Quando nos falaram de um novo talento em Mata da Onça, região próxima à Ilha do Ferro, fomos lá conhecê-lo. Vilarejo lindo. Lindo. Essa paisagem vou guardar pra sempre na lembrança.

clemilton1

Na fachada da casa, um brasão enorme do time da família: o Vasco. Um bar de um lado, uma morada do outro. Entramos na sala e a família toda veio nos receber. Clemilton é um moço jovem, tímido, quieto. Fica ao fundo buscando as esculturas de madeira a cada palavra alternada pelo pai e pela mãe. Sim, nunca vi pais mais orgulhosos. A cada pergunta que eu fazia eles disputavam qual peito era mais inflado de amor pelo talento do filho.

clemilton3

Sabe aquela expressão “dá gosto”? Deu. Muitos dos artesãos que conheci são mais velhos. Yang, talvez, seja o mais novo mas é filho de um artesão. Clemilton é filho de uma valorização pelo saber artístico. Quando soube que seu trabalho estaria em São Paulo, na exposição Arte das Alagoas, fiquei ainda mais feliz.

Screen Shot 2015-07-03 at 8.19.08 PM

Imaginei o sorriso estampado no rosto daquela família toda. E já imagino que Clemilton chamará a atenção de quem passa pela semana de design em São Paulo. Seu trabalho em madeira me destacou os olhos pela seleção de cores e as proporções dos corpos.

Espio seu lugar de trabalho, ao lado da casa, muita madeira a ser esculpida se empilha. Ele me mostra alguns de seus instrumentos e perde um pouco da timidez. Conseguimos uma foto sua e ganhamos de presente uma escultura que Clemilton fez questão de nos dar.

destaque_emilio3

Vivendo em um dos lugares mais bonitos que já conheci, é dali que ele tira inspiração, claro. Mas a força, o incentivo, a vontade para continuar, pode saber, é dos pais. Que todo esse trabalho traga bons frutos!


Na semana especial do design em São Paulo, os alagoanos têm lugar especial reservado na exposição Arte das Alagoas, com obras de Clemilton e muitos outros artistas: 

Lar Center (av. Otto Baumgart, 500). De 12 a 15 de agosto, das 10h às 22h e 16 de agosto, das 14h às 20h. Entrada gratuita.


Texto: Ana Luiza Gomes Fotos: Viquitor Burgos. Obrigada: Adélia Borges, Celso Brandão, Bruno Nunes e Viquitor Burgos. 

© 2015 Andarilha Todos os direitos reservados. Para pedir autorização de uso de imagens e texto, entre em contato.

1 Kommentare

  1. Raquel Rodrigues sagt

    Lindo texto, Ana! Muita vontade de conhecer esse lugar e esses artistas.
    Acho que você também ia gostar de conhecer o trabalho do Jorge Brito, Sr. Jorginho. Um artista de Visconde de Mauá, RJ, que já fez algumas exposições aqui no Rio, sempre sob o título de “artista popular”.. ou “folclórico” . Vi um video dele, de uma exposição na galeria da UERJ, onde ele dançou sapateado cateretê. Parece uma figura e tanto!
    bjs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *